Bem-Vindos ao Nobel Felipense.

Liberdade de Expressão e Democracia com respaldo no atual Art. 220º e § 2º da Constituição da República Federativa do Brasil, promulgada em 5 de outubro de 1988.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Em 1959 Brasil elegeu um rinoceronte como vereador! Se a moda pega...

cacareco

Há eleições e eleições. Mas esta, apesar dos seus 50 anos, merece ser aqui contada! O facto aconteceu no Brasil em 1959. Getúlio Vargas havia morrido. O governador de São Paulo era Adhemar de Barros. O eleitorado estava revoltado com a Câmara Municipal que, para variar, não estava a comportar-se muito bem.

No meio de tudo isto, havia um rinoceronte chamado Cacareco, que, apesar do nome até era uma fêmea. O animal andava nas bocas do mundo porque o havia sido levado (emprestado) do zoológico do Rio de Janeiro para abrilhantar a inauguração  do novo zoológico de São Paulo.

No meio de um mar de lama da Câmara Municipal, em pleno período eleitoral, o assunto era o rinoceronte. Então o jornalista Itaboraí Martins brincou com isso, lançando a candidatura de Cacareco ao cargo de vereador. E não é que a ideia pegou?

Naquela época, a eleição era na base do papel e do envelope. O eleitor recebia um envelope das mãos da pessoa que estava na mesa de voto e, dentro dele, colocava uma nota/papel  do seu candidato, fosse ele quem fosse. Houve uma adesão gigantesca à candidatura de Cacareco e várias gráficas, por brincadeira, imprimiram notas/papeis com o nome do bicho. Inclusivamente muita gente foi para a rua fazer campanha em nome do rinoceronte.

O que aconteceu a seguir parece piada, mas Cacareco recebeu cerca de 100 mil votos! Parece pouco diante do eleitorado de hoje, mas prestem atenção no resto dos números. O candidato mais votado naquela eleição não teve mais que 95 mil votos. Logo o rinoceronte Cacareco foi o vencedor!

Mas, o rinoceronte Cacareco nem pode comemorar. Pois, dois dias antes da eleição, o bicho foi devolvido para o zoo do Rio, sem muito alarido(e possivelmete em segredo), como um anarquista subversivo. Poucos anos depois, o rinoceronte vereador morreu prematuramente, antes de completar dez anos de idade.

O estrago, porém, já havia sido feito. Cacareco conseguiu inclusivamente aparecer nas páginas da revista americana Time, que citava um eleitor:

- É melhor eleger um rinoceronte do que um político corrupto ou asno.

Imagina se esta moda pega aqui  na Pedra das Abelhas?  Poderíamos eleger a Burra de Coló, o Cachorrinho de Mané Lula , também a Gatinha de Dona Izabel para representar o povo de Felipelândia. Já que falam do pré-candidato a prefeito e alguns outros nomes, sendo assim já podemos lançar o nosso! Porquê não? Isto é a democracia Felipense...

Que venha 2012...

6 comentários:

Anônimo disse...

Obrigado Blogueiro por sua leitura diária, é hoje em felipe guerra o homem mais inteligente que conheço, ninguém faz tantas critica como vc faz e maneira sabida. aqui presisamo de homen como vc, inteligente e com vergunha na cara.

Anônimo disse...

felipe guerra merece eleger mais animais do q politico mesmo.

antonio silva disse...

Sua escrita e muito inteligente pra o povo de felipe guerra. o povo só intende de peia e festa, forro e porqueira. se vc fosse o prefeito talves fg mudace mais com o homem que tem hoje esqueça escreva pra outro povo.

O Nobel disse...

Boa tarde, Srº Antonio Silva. Agradeço o comentário e o intuito do mesmo, mais no entanto infelizmente esta é minha conduta educacional, não consigo por mais que esforçar-me-ei descer degraus somente a poder falar a língua daqueles que infelizmente vivem da alienação e subalternismo, jamais conseguiria. Fica bem e saúde a família.

Anônimo disse...

era tudo de bom que podia acontecer a felipe Guerra se a BURRA DE COLÒ fosse eleita prefeita da cidade.

euclides disse...

Realmente Felipe Guerra estar precisando de um "BURRO" para governa-la.Falo isso remetendo-me ao episódio do livro DOM QUIXOTE DE (Miguel de cervantes)onde o personagem SANCHO PANZA é convidado para gonvernar um vilarejo.